quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Cúmulo da coincidência

Tudo começou com uma busca por alguém com o mesmo nome no Facebook. Foi assim que Kelly Hildebrand conheceu Kelly Hildebrand. Ele, 23 anos, funcionário de uma financiadora, ela, 20 anos, universitária em Palm Beach, Flórida (EUA).
“Estava procurando alguém com o meu nome só por curiosidade e achei apenas uma pessoa, que era um homem. Ele estava sem camisa foto do perfil no Facebook e o achei uma gracinha”, conta Kelly, a mulher, ao site da "NBC".
"Ela me mandou uma mensagem dizendo: “Eu vi que nós temos o mesmo nome e achei isso legal. Só queria deixar um ‘oi’. Foi aí que tudo começou", disse Kelly, o homem, que morava em Lubbock, no Texas.
Três semanas depois do primeiro scrap Kelly, o homem, foi para Flórida conhecer Kelly, a mulher, e os dois logo se apaixonaram.
Depois de três meses morando juntos na Flórida, o casal de Kelly Hildebrandt irão casar. "Todo mundo acha legal isso de termos que seremos marido e mulher com o mesmo nome”, diz Kelly, a mulher.
Segundo os dois, o único problema em ter o mesmo nome é quando eles recebem correspondência. “Temos de abrir as cartas juntos”.
Infelizmente a coincidência traz alguns probleminhas para o casal. Eles quase perderam uma viagem em um cruzeiro porque a agência de viagens achou que tinha computado as informações de uma mesma pessoa duas vezes.



Veja também:
As leis mais idiotas do Mundo (parte 1)
Americano encontra a carteira 63 anos depois
O homem mais inteligente do Mundo
As 10 morte mais idiotas do Mundo
A voz feminina esgota o cérebro do homem

Nenhum comentário:

Postar um comentário